O uso das redes sociais como ferramenta de comunicação nas empresas

Atualmente as redes sociais como o Twitter, LinkedIn e Facebook vêm se tornando ferramentas de web cada vez mais populares e essenciais entre as pequenas, médias e grandes empresas.  Uma pesquisa realizada pelo Altime Group e Wetpaint para a revista Business Week, comprovou que as empresas que investiram em mídias sociais cresceram 18%, enquanto as que pouco investiram tiveram uma queda média de 6%, no mesmo período.  Os resultados mostram assim, que nos dias atuais, está inserido nas redes sociais é essencial para a sobrevivência das organizações.

Ter uma rede social é poder manter um laço mais próximo da marca com o público, e esse estreitamento pode ajudar o empresário a identificar pontos importantes da sua empresa. As empresas desenvolvem uma capacidade maior de relacionamento dentro das redes sociais, do que por e-mail ou telefone. Elas buscam através dessas mídias uma forma de se comunicar, sugerir e receber dicas de diversos segmentos, com isso, é possível receber um feedback em tempo real para traçar novas metas e perfis.

Investir neste tipo de tecnologia permite a expansão do mercado, a melhora nos relacionamento com os clientes e fornecedores e a possibilidade de criar uma campanha de marketing. Porém, como todo projeto de crescimento, é preciso investir. E diante de tamanha novidade, muitos empresários iniciam um trabalho nestes novos meios de comunicação sem planejamento, de forma amadora, sem verbas ou serviços de empresas de comunicação especializadas para administrar seus perfis. E o grande problema é que sem o planejamento e os investimentos necessários o negócio não funciona.

Outro ponto importante da criação de uma rede social empresarial é o planejamento da produção de conteúdo das mídias. Cada rede tem uma ferramenta (textos, fotos, vídeos, notas e aplicativos) que pode ser uma auxiliadora de conteúdos. O uso correto e bem trabalhado desses recursos torna o conteúdo atraente, relevante e nada monótono, atraindo mais interessados e consequentemente seguidores.

Por isso, ficar fora de uma rede social é um passo para o não crescimento da empresa, pois essas mídias sociais se posicionam como mais um importante meio de comunicação entre a empresa e o público.

12 abril 2017