Internet facilita acesso tanto à informação quanto à desinformação

A Internet é um universo paralelo onde podemos encontrar tudo ou quase tudo o que procuramos. Basta uma simples busca no Google, por exemplo, para chegarmos aos resultados selecionados e escolhermos o link no qual iremos clicar. Tudo parece muito simples e benéfico, porém nesse mundo virtual há muita desinformação, que pode enganar até os mais experientes no assunto.

Ao pesquisar é preciso ter cuidado e “separar o joio do trigo”, isso porque existe e sempre existirão muitas informações erradas e até mesmo falsas. Há quem acredite que o lixo na Internet é colocado lá de propósito para confundir a cabeça dos internautas. Outros, porém, escrevem algo errado, pois não apuraram de verdade o acontecido, por preguiça ou ingenuidade.

Confiar nas informações da web nos dias de hoje é muito complicado, pois até grandes companhias têm divulgado notícias falsas, que são vendidas como verdadeiras. Um dos casos mais recentes foi o vídeo de um porco salvando um cabrito, encontrado no Youtube por um repórter do conceituado jornal New York Times, que resolveu fazer uma matéria sobre o ocorrido ressaltando as habilidades do porquinho. Porém, o vídeo era falso, uma armação.

Exemplos como o citado acima podem acabar com a credibilidade de um meio de comunicação ou de um jornalista, que por falta de apuração deixou que a informação falsa saísse no jornal como verdadeira. Como se vê, é muito fácil forjar notícias utilizando recursos tecnológicos trazidos pela Internet. E as empresas de comunicação, sempre ávidas por novidades, muitas vezes “vendem o peixe como lhes foi passado”. Já que a Internet facilita o acesso à informação, é aconselhável usá-la também para checar as notícias, antes de divulgá-las.

 

6 maio 2017