Grandes marcas investem no Instagram

Após as marcas e empresas se renderem aos encantos das curtidas e fixarem suas páginas no Facebook, o boom agora gira em torno do Instagram. Essa rede social é um aplicativo criado para smarthphones e permite ao usuário tirar fotos, aplicar um filtro e, depois, compartilhar a imagem com seus amigos. Além disso, os usuários podem também postar vídeos de até 15 segundos. O aplicativo disponibiliza uma grande variedade de filtros e efeitos às fotos e, desta forma, vem se tornando popular e adquirindo cada vez mais usuários.

Entre esses usuários assíduos da rede estão as grandes empresas que enxergam no Instagram uma nova maneira de comunicação e também de marketing com seus clientes. Isso se comprova com o estudo realizado pela empresa Simply Measure, especializada em serviços de análise de desempenho de redes sociais, que divulgou que o Instagram possui contas de 40% das marcas mais valiosas do mundo. Dentre elas estão: MTV, Starbucks, Nike e GE.

O estudo também mostra o rápido crescimento de adesão à rede social, que em poucos meses, saltou de 15 milhões para 80 milhões de usuários. Essa estatística confirma a força das imagens dentro das mídias sociais e as empresas não podem ignorar esse fato. Além disso, ter um perfil no Instagram mostra que a marca é descolada, segue as tendências e está antenada com a tecnologia.

Visando essa tendência de compartilhamento de imagens, o Facebook comprou o Instagram pela bagatela de um bilhão de dólares. As fotos editadas pelo Instagram já podiam ser compartilhadas pelo Facebook e Twitter, mas de acordo com o proprietário do Facebook, Mark Zuckerberg, o objetivo da aquisição da rede de compartilhamento de fotos é melhorar seu potencial e aumentar sua visibilidade mundial.

Cerca de 300 milhões de imagens são compartilhadas, todos os dias, via Instagram, que foi criado para transformar meras fotos em “obras de arte”, devido aos seus diferentes filtros. De acordo com os criadores da marca, a ideia não é compartilhar pensamentos, como ocorre no Twitter, mas sim dividir com o mundo momentos instantâneos da vida capturados pelas lentes do celular.

18 fevereiro 2017