Futebol nas redes sociais: o que podemos aproveitar em estratégias digitais

Futebol nas redes sociais: o que podemos aproveitar em estratégias digitais

Sem dúvida, o futebol é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais brasileiras. O esporte, que é paixão nacional, atrai milhões de fãs para as redes seja dia de jogo ou não. No Google Trends, plataforma de visualização de tendências de busca na web, está sempre rankeado lá em cima, dividindo espaço com os temas mais comentados e polêmicos do momento.

Mas o que podemos aprender com o futebol em uma estratégia de social media?

Antes de falarmos sobre isso, vale a pena reforçar que o online tem ganhado cada vez mais espaço no esporte. Esse ano, as redes sociais dos times de futebol ganharam força especial.

Como todos os setores, o esportivo também foi afetado pela pandemia e os campeonatos foram paralisados. Sem jogos, os clubes investiram em jogos virtuais, lives e muita interação na rede. Canais de TV também reprisaram partidas históricas, o que reuniu um público significativo. Não é porque todo mundo já sabe o resultado que não pode ser emocionante!

Foi um momento que reforçou a importância do Marketing Esportivo e da manutenção da relação online entre torcedores e os clubes. Uma pesquisa do Ibope Repucom, inclusive, mostrou que mesmo com os jogos parados, os times tiveram crescimento significativo nas redes sociais.

Vamos então a três elementos importantes que podemos tirar da relação de sucesso entre futebol e redes sociais:

 

Interação

Um dos elementos que leva a tanto engajamento em torno do futebol nas redes é a interação. Através delas, os torcedores podem interagir diretamente com os clubes, com os ídolos e até com aqueles jogadores que não gostam tanto. E claro, com outros torcedores e rivais.

Forma-se uma dinâmica que aproxima todos os atores envolvidos. É comum, por exemplo, que os clubes postem fotos dos torcedores, interajam, respondam dúvidas, deem parabéns no dia do anivesário…

Esse nível de interação deve ser almejado por qualquer estrategista digital nas redes. As marcas precisam se fazer acessíveis, promovendo conversas e estando abertas e receptivas a seus clientes. Assim, é muito mais fácil entender as necessidades do seu público para melhor atendê-lo.

Comunidade

Os grandes clubes brasileiros colecionam milhões e milhões de seguidores nas redes. Juntos, eles formam uma comunidade unida através de uma paixão em comum pelo esporte. Apesar das comunidades independentes de cada time, também é comum que haja união em torno de algo maior, como torcer pelo Brasil na Copa, torcer pelo Neymar na Champions League ou em situações trágicas como a morte de Maradona e o acidente da Chapecoense em 2016.

Dessa forma, nas redes existe uma comunidade muito forte em torno do futebol. E como já falamos aqui, a construção de Comunidades Digitais é um elemento importante do Marketing Digital e da estratégia de redes sociais. É através das comunidades que conseguimos gerar senso de pertencimento, conexão, estreitando laços entre marcas e seus consumidores.

Paixão

Não dá para falar de futebol no Brasil sem falar de paixão. Mais do que só um esporte, ele mexe com as emoções, com o coração e com a esperança dos torcedores.

Em uma estratégia de redes sociais, também é importante que haja o elemento do apelo emocional. Entregar um produto que busque resolver os problemas do consumidor, que o escute e converse com ele.

Que emoções você quer que seu produto cause? Qual o impacto dele na vida dos consumidores?

São questões que têm que fazer parte da sua estratégia. É legal que tenhamos pessoas apaixonadas pelo que a gente tem a oferecer.

 

Veja mais sobre Comunidades Digitais no Marketing

Veja como usar profissionalmente uma das redes sociais mais populares do futebol

Veja mais sobre Marketing Digital no pós-pandemia

 

27 novembro 2020