Diversidade nas empresas: porque é necessário e como incentivar

Diversidade nas empresas: porque é necessário e como incentivar

O Brasil é um país muito diverso, mas nem sempre isso se reflete no ambiente corporativo. De acordo com dados do IBGE, 52% da população é composta por mulheres, 54% por pretos e pardos, 6,2% de pessoas com deficiência (PCDs), e temos uma população LGBT estimada em 20 milhões de pessoas. Mas esses grupos estão no mercado de trabalho? Ocupam cargos de liderança? Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre diversidade e inclusão nas empresas e a importância que isso tem.

O que é diversidade

Diversidade tem a ver com um conceito básico da vida em sociedade: a diferença! Caminhamos entre pessoas com diferentes origens, tradições religiosas, orientações sexuais, gêneros, cor de pele, costumes, capacidades… E estamos entre uma das culturas mais diversas do mundo. Essa riqueza cultural se traduz em diferentes maneiras de vivenciar e analisar o mundo, e isso deveria ser abraçado. Temos muito o que aprender compartilhando experiências uns com os outros.
Mas a inclusão deve ir além de simplesmente contratar para preencher lacunas. Por exemplo, muitas empresas contratam PCDs só pela lei (a Lei nº 8.123 obriga empresas com mais de 100 funcionários a preencherem de 2% a 5% do quadro de funcionários com reabilitados ou PCDs), mas deve-se pensar também em como incluir integralmente essas pessoas no ambiente de trabalho, e pensar a diversidade como verdadeiramente benéfica para a empresa. São profissionais capacitados e com muito a agregar.

Porque ter mais diversidade nas empresas

Ter mais diversidade traz benefícios nos mais variados campos. Em escolas, por exemplo, ajuda a formar cidadãos mais conscientes, respeitosos e empáticos. Já no mercado de trabalho, a lista é grande!

  • Diferentes perspectivas

Com funcionários com diferentes bagagens e experiências, o ambiente fica propício para um maior dinamismo e criatividade. Pessoas diferentes pensam em soluções diferentes! Isso pode ser muito benéfico em uma estratégia de negócios.

  • Mais inovação

Com as amplas e diversas perspectivas e visões de mundo, abre-se espaço também para a inovação. Isso se partirmos da ideia de que, tradicionalmente, o mercado de trabalho favoreceu sempre um tipo de pessoa, e quando abrimos as portas para outros perfis, abrimos também para toda uma nova gama de ideias, inspirações, motivações. Logo, um ambiente inovador e criativo!

  • Mais lucro!

Há estudos mostrando que mais diversidade nas empresas pode trazer mais lucro. Um estudo da Boston Consulting Group mostrou que empresas com equipes de gerenciamento mais diversificadas têm receita 19% maior! Outro estudo, da Organização Internacional do Trabalho, mostra que empresas com diversidade de gênero na liderança reportam crescimento de 5% a 20% nos lucros. Ou seja, as empresas só têm a ganhar com mais diversidade e representatividade.

  • Melhor ambiente de trabalho

Funcionários que se sentem confortáveis no ambiente de trabalho atuam melhor, concorda? E um ótimo jeito de fazer com que se sintam confortáveis é criando um ambiente acolhedor e receptivo, apesar das diferenças.

Como ter mais diversidade na contratação

Uma vez que entendemos porque é fundamental investirmos na diversidade em empresas, como fazer na prática? Esse é um assunto que gera muitas dúvidas nos empresários e gestores de RH.

  1. Incentive respeito nos colaboradores

    Para um ambiente diverso e igualitário, é importante que os colaboradores estejam no mesmo barco. Pode-se investir em palestras, rodas de conversa, conteúdos disparados pela comunicação interna, ou outras estratégias, mas o importante é que se passe a mensagem: respeito ao próximo! Cabe investigar o quão diversificada é a empresa, se já houve casos de discriminação. E claro, não tolerar essa discriminação! Infelizmente, ainda é muito comum casos de desrespeito no ambiente de trabalho que não dão em nada para o agressor, muitas vezes em cargos de liderança. Também por isso é tão importante que essas lideranças sejam também ocupadas por todos os tipos de pessoas!

  2. Tenha processos seletivos justos

    Invista em processos seletivos mais humanizados, que estejam em busca de talentos e profissionais capacitados acima de tudo. Para isso, é necessário pesquisa e planejamento por parte do RH, mas que no final das contas compensa.

  3. Valorize diferentes perspectivas

    Mas o processo não acaba na contratação, é necessário dar espaço para que as pessoas façam a diferença! Estamos destinados a ver o mundo através de nossas perspectivas, e por isso é tão importante se abrir para o próximo. Para que isso funcione melhor, é essencial um ambiente diverso e inclusivo.

6 novembro 2020