Cancelamento nas redes sociais: o que é e porque acontece

O que é cancelamento nas redes sociais
Foto: Unsplash

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aposto que você já viu algum cancelamento nas redes sociais, né? “Cultura do Cancelamento“, inclusive, foi o termo do ano eleito pelo Dicionário Macquarie em 2019. Mas o que é ser cancelado? Por que as pessoas são canceladas? Vamos falar sobre isso nesse artigo.

O que é cancelamento nas redes sociais

Basicamente, significa que alguma ação sua não agradou um grupo de pessoas, que resolveu promover uma espécie de boicote. Artistas são cancelados por falas e atitudes questionáveis, muitas vezes lidas como ofensivas por determinados grupos.
A prática de boicotar artistas que julgamos problemáticos é antiga, mas o cancelamento nas redes mais propriamente dito começou em meados de 2017, com o movimento #MeToo, de mulheres saindo a frente para denunciar seus abusadores famosos em Hollywood. Foram muitos nomes citados, vários perderam o emprego (segundo o New York Times, 201 homens foram derrubados pelo movimento) e hoje seguem no esquecimento (continuam ricos e livres, como Harvey Weinstein), e muita gente impactada ao ver que alguns de seus favoritos na indústria do cinema não eram o que se imaginava.

No Brasil, o cancelamento ganhou força. No Big Brother Brasil 20, por exemplo, os cancelamentos foram vários. Uma das participantes, a Bianca (Boca Rosa), perdeu milhões de seguidores nas redes sociais depois de falas polêmicas dentro da casa. Na ocasião, ela escolheu ficar do lado dos meninos numa briga que aconteceu. Para alguns, com essa escolha, ela se posicionava contra todas as mulheres do mundo e merecia ser cancelada. Em seguida, ela foi eliminada do programa, mas hoje encontra-se com milhões de seguidores, uma marca de maquiagem de sucesso e parece estar bem. O que nos leva ao próximo ponto.

Na prática, ninguém pode cancelar ninguém

Como tudo na internet, o cancelamento também parece ser efêmero. Assim como a Bianca, muitos são cancelados, depois descancelados, depois cancelados de novo… É como períodos de crise em uma empresa, que a maioria das empresas enfrenta em algum momento. E hoje, com a noção de pessoa e marca se embaralhando, imagens pessoais também passam por crise. E nisso passamos por dois pontos: seres humanos erram, mas pessoas públicas precisam sim ser responsabilizadas por suas ações. Dito isso, podemos contribuir para um ambiente virtual mais saudável sendo tolerantes, mas também esperando tolerância do outro lado.

18 novembro 2020