Assessoria de imprensa em tempos de crise política

É inegável afirmar que a assessoria de imprensa tem um poder imponente diante de uma crise. É ela que saberá contornar esse momento ruim, pois possui o conhecimento e as ferramentas básicas para o desmanche da questão, além de conduzir da melhor forma a situação. Uma assessoria de imprensa trabalha para um assessorado, que pode ser um cliente ou uma organização. Na política, esse serviço é muito utilizado, pois o mesmo irá cuidar da imagem do político, além de minimizar os efeitos de uma informação negativa sobre a pessoa.

Primeiramente, a imprensa é fundamental para o estabelecimento da formação da imagem pública de um candidato ou um político já no exercício de mandato. Desta forma, eles necessitam de uma assessoria para saberem agir e até se comportar perante diversas situações e, com a mídia em geral. É a assessoria que enviará material para a imprensa divulgando as ações do seu assessorado político.

Entre outras tarefas da assessoria de imprensa para um político está o contorno de situações polêmicas, ou seja, a gestão de crise. Neste caso, os profissionais da assessoria irão determinar um plano de contingência, de modo a enfrentar as ameaças que se apresentam. Um plano será desenhado para ser colocado em ação a favor do assessorado e de sua imagem diante da sociedade e da imprensa.

A mídia é o principal meio pelo qual se torna visível a batalha pela conquista e apoio da opinião pública, por isso, uma boa assessoria de imprensa irá fazer com que seu assessorado saia bem de uma situação de crise, de modo estratégico, além de retornar com fôlego na busca pelos seus objetivos.

Sendo assim, é real e necessária a presença de um assessor de imprensa trabalhando em conjunto com seu assessorado político, para que em tempos de crise, a situação seja encerrada o mais rápido possível e de maneira efetiva. Com isso, a credibilidade do político será restabelecida e o trabalho do assessor reconhecido.

24 janeiro 2017