Ações de Marketing já são presentes na Comunicação virtual

Jogos online como Second Life – uma espécie de universo virtual – não invadiram apenas os computadores domésticos, mas também os empresariais. Isso porque, é cada vez maior o número de organizações que utilizam a brincadeira online como uma séria ferramenta de marketing. Algumas das maiores empresas do mundo estão no Second Life, incluindo a brasileira Petrobrás.

 O objetivo inicial das empresas, assim que entraram no Second Life, era institucional para que as marcas estivessem associadas diretamente à inovação tecnológica. As iniciativas também procuram compreender como este novo mecanismo de relacionamento funciona, já que lá movimenta-se 30 milhões de dólares por mês.

 Dentro do jogo Second Life é possível realizar tudo o que fazemos na vida real e até um pouco mais. Algumas empresas de grande porte já utilizam o jogo para comunicação interna e externa. A IBM, por exemplo, possui 5 mil colaboradores que têm seus avatares no jogo e lá eles participam de workshops, palestras, treinamentos e até reuniões.

 Já as propagandas podem ser vistas pelos locais em que os avatares passeiam ou realizam uma atividade qualquer. A estrutura atual do jogo permite que uma empresa atue expondo sua marca, por meio de outdoors, relógios de ruas, painéis eletrônicos, bancas de jornal ou participando de algum evento. Também é possível que seja criada uma base, como quiosque para atendimento, show room e lojas para venda de itens virtuais que possuem similares no mundo real.

 Sendo assim, o Second Life se mostra como uma interessante mídia e meio de interação digital, mas o percentual de usuários ainda não é muito grande no Brasil. Segundo especialistas, a tendência é de que esse número cresça nos próximos meses e que mudanças para melhorar e simplificar a interface do jogo já estão sendo realizadas.

2 abril 2017